Big BrotherTVI

TVI acusada de falta de ética e valores por um Big Brother tão falhado

"Afinal, a ética não dá dinheiro, sucesso. E enquanto assim for, fecha-se os olhos, veste-se a pele de gente séria, chora-se em frente às câmaras"

Carlos Rodrigues, diretor-executivo da CMTV, comentou o final abrupto do programa «Dia de Cristina» na sua crónica na revista TV Guia desta semana.


«Se o ano consagra Daniel Oliveira como programador, marca também a grande crise na carreira da melhor apresentadora das manhãs. Ousou imaginar que o público voltaria a segui-la, numa reprise da mudança para a SIC, mas o público não foi na conversa. Veremos como fará o necessário banho de humildade», escreveu.

Só que na Flash, Paulo Abreu vem agora criticar a TVI e Endemol devido ao rumo que o Big Brother tomou desde o início. Afinal não sou só eu a ter esta visão.


«É verdade que o ‘Big Brother’ perdeu há muito o seu encanto, mas o ‘reality show’ da TVI está pior, ao enveredar, de novo, por caminhos perigosos. Tem audiências? Pode ter. Mas não havia necessidade. Nos últimos dias, sucederam-se polémicas atrás de polémicas. Carina protagonizou uma delas. “Oh, pá, caguei para esta mer**. Mas está tudo bem? Inscrevi-me no ‘Love on Top’? Ainda não percebeste que não quero estar aqui?”, pergunta, à beira de um ataque de nervos, a Pedro. Em estúdio, Teresa Guilherme argumenta, com elogios, para a convencer a permanecer no jogo. Não resultou. Já no domingo, a GNR foi chamada ao local por, alegadamente, nos bastidores, Rui Pedro ter ameaçado Joana de morte.», começou por dizer.

Vê aqui todo o texto.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo