Shark Tank Portugal

Tubarões do Shark Tank rejeitam Museu Erótico em Lisboa

A notícia chega-nos através da página online do DN que dá conta de um dos projetos que foi rejeitado pelos tubarões de Shark Tank Portugal.

[adrotate banner=”21″]

“Apareceram boas ideias, mas também ideias muito estúpidas, como a de uns tipos que pretendiam criar um museu erótico em Lisboa. Queriam fazê-lo de forma idiota, revelou João Rafael Koehler, que exerce o cargo de presidente da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE).

Também Miguel Ribeiro Ferreira, outro dos tubarões e líder do grupo Fonte Viva, comentou o caso: Não achei o projeto mau, só que eles pediam muito dinheiro.”

Mário Ferreira, atualmente CEO da empresa de cruzeiros Douro Azul, explicou os investimentos que realizou no programa: “Eu investi, sozinho ou com outros tubarões, em 16 empresas. Uma delas tem um conceito fabuloso e quer multiplicar-se pelo país. Trata-se de uma escola em Leça do Balio para crianças com dificuldades de aprendizagem.”

Já Susana Sequeira, CEO de uma empresa no setor da publicidade, revela que investiu “em 14 negócios” e explica que o programa vai abrir muitas portas aos jovem empreendedores que concorreram: “não é só o dinheiro que conta, também o nosso envolvimento, pelos contactos que temos, é importante”.

[adrotate banner=”21″]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo