Home / Geral / Polémica com uma piada anti-semita

Polémica com uma piada anti-semita

“A última vez que um alemão pareceu tão escaldante foi quando eles estavam a empurar os Judeus para os fornos”, comentou Joan Rivers a propósito do vestido decotado usado por Heidi Klum na festa após a entrega dos Óscares.

[wp_bannerize group=”Geral” random=”1″ limit=”1″]

O vestido usado pela ex-modelo alemã e apresentadora do programa ‘Project Runway’ foi criado pela designer Julien MacDonald.

O comentário foi feito na segunda-feira no programa ‘Fashion Police’ do canal E! em que a atriz Joan Rivers, de 79 anos, comentava os looks na passadeira vermelha da cerimónia dos Óscares.

As reações a este comentário não se fizeram esperar. O presidente da Liga Anti-Difamação, Abraham H. Foxman, que é sobrevivente do Holocausto, afirmou num comunicado que os comentários da “polícia da moda” foram “vulgares e ofensivos para os judeus e para os sobreviventes do Holocausto”. A organização criticou ainda os outros comentadores do programa, Giuliana Rancic, Kelly Osborne e George Kotsiopoulos, que se riram da piada em vez de condenarem a atitude da colega.

Procura casa? Veja se tem a casa dos seu sonhos no Imovirtual, aqui

Ao Hollywood Reporter, Joan Rivers, que também é judia, comentou sobre esta polémica: “O meu marido perdeu grande parte da sua família em Auschwitz e eu tenho feito sempre questão de usar o humor para lembrar as pessoas sobre o Holocausto.” Rivers referia-se ao seu segundo marido, Edgar Rosenberg, falecido em 1987. A apresentadora já afirmou que não vai pedir desculpas pelo comentário.

[wp_bannerize group=”Geral3″ random=”1″ limit=”1″]

via DN.pt