Pesadelo na Cozinh. Leonel ENGANOU Ljubomir e Maria Clara DESPEDIU-SE

Ljubomir Stanisic foi com o seu Pesadelo na Cozinha à Marinha Grande e este restaurante não tinha problemas de limpeza ou algo do género. É mais a desorganização e falta de jeito do cozinheiro.


Em declarações à NiT, Leonel Carvalho explica que, para chegar ao objetivo que queria, teve de fazer como Nicolas Cage e interpretar um papel. “Estive sempre a agradecer, fui ator até ao fim. Quando comecei a ver as maquinações para aquilo tudo, disse que ia ser ator até ao fim. Disse que ia concretizar o meu sonho, estar na pele do Nicolas Cage. Porque eu sabia isto das limpezas, sabia que ia resultar mal. Ele dizia que eu tinha dois ouvidos e sete bocas, falta de humildade, e eu fui um yes man. ‘Não fazes um caralho’. ‘Pronto, mas você vai-me ajudar’. ‘Limpeza zero’. ‘Pois, mas você vai dar a volta a isto’. E ele quer é alguém que dê luta, isto é televisão e eu não podia fazer esse papel. Fiz de Nicolas Cage, fiz o papel de coitadinho, ele deu-me um Pantagruel, eu dei-lhe um abraço. Eles: ‘você deu um abraço ao chef, viu-se que era sentido’. ‘Foi, foi [risos]’.


Ele ainda disse que o seu objectivo era mesmo que o ajudassem a confeccionar de forma mais eficiente, tipo um workshop com Ljubomir Stanisic e conseguiu.

Maria Clara é que só ficou lá mais duas semanas, “Ela queixou-se muito da pressão, sofreu muita pressão e como já tinha tido um problema anteriormente — estava esgotada emocionalmente — a mãe dela veio cá buscá-la.

“Foi-se embora, mandou-me uma mensagem a dizer que gostava muito de trabalhar aqui, que eu era uma pessoa espetacular mas que não aguentava mais. Ela já era cliente quando apareceu aqui a pedir emprego, com o coração nas mãos.”