Geral

MP diz que revisor da CP não importunou, mas admite ofensas

Sara Sequeira, de 28 anos, acusou um revisor da CP de a ter assediado em setembro e o caso rapidamente tornou-se mediático, principalmente porque ela gravou o momento com o telemóvel.


«Além de demorar imenso tempo a cobrar-me, porque esteve sempre a olhar para o meu peito, depois de me dar o troco ainda disse: ‘Ainda bem que não está frio porque senão as suas mamocas ainda se constipavam’», disse na altura.

Agora a Procuradoria da República da Comarca de Santarém concluiu que o revisor “não praticou qualquer crime de natureza sexual previsto no Código Penal”

O JN teve acesso ao despacho de 11 de dezembro e que o trabalhador da CP “não praticou quaisquer atos de carácter exibicionista (…) nem constrangeu a queixosa a qualquer tipo de contacto de natureza sexual“.

“No caso concreto, resulta evidente que o denunciado ficou incomodado com o vestuário da queixosa, resolvendo manifestar publicamente a sua desaprovação, no que considerou ser uma aparência indecente e desadequada pelo local concreto”.

Lê tudo aqui


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo