GeralGossipSecret Story 3

Julgamento de João M adiado

A juíza do tribunal de Albufeira designada para o processo de difamação agravada contra o João Mota pela ex-namorada, Sandra Rosa, decidiu que o jovem não vai, por enquanto, sentar-se nos bancos dos reus.

[wp_bannerize group=Geral random=1 limit=1]

Procura CASA? Veja se encontra aqui

“A juíza considerou, depois de requerido por nós o julgamento, que não havia provas e rejeitou a acusação”. O advogado de Sandra Rosa mostra-se “incrédulo” e avisa que via recorrer para o tribunal da relação de Évora e garante que o processo está longe de ser arquivado – “Foi alegado que a acusação não diz claramente que o arguido agiu de forma livre e consciente quando anunciou as difamações. mas se nós dizemos que agiu com dolo directo é porque foi com vontade e consciência”

A família da ex-namorada de João Mota não compreende esta decisão e diz que o processe e as provas apresentadas tinha tudo para que a decisão fosse outra. Familiares próximos do ex-concorrente do SS2 diz que “todos ficaram aliviados, ninguém gosta de tribunais”.

[wp_bannerize group=Geral random=1 limit=1]

Com a decisão de recurso por parte do advogado de acusação para a relação de Évora, este processo está longe de terminar e este “crime” pode levar à condenação de até 2 anos de prisão ou até 120 dias de multa. A revista tvmais tentou obter esclarecimentos do arguido e do seu agente Hélio Bernardinho, mas tal não foi possível.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close