Jessica Athayde é que salvou Diogo Amaral das DROGAS

Na entrevista que Diogo Amaral deu a Júlia Pinheiro revelou que “Sempre fui muito mentiroso e manipulador para ter o que queria”.


Admitiu ainda que “Gostava de ter mais filhos… com a Jessica Athayde”. Ficamos a perceber que existe a probabilidade de uma reconciliação.

Quanto ao problemas com a droga, garante que foi a Jéssica que o salvou, «O primeiro charro que fumei …eu nunca tinha visto um charro na vida. A seguir pedi ao rapaz para, no dia a seguir, me trazer o kit completo. Era uma coisa completamente controlada na minha vida. Eu era alguém que funcionava com isso. Até que houveram circunstâncias na minha vida em que estava profundamente triste.Via-me num vazio e a única coisa que me tirava da realidade era usar drogas, charros e outras substâncias. E às tantas és impotente em relação a isso. Aquilo toma conta da tua vida e vais em queda livre», conta.


«Na minha opinião sou um privilegiado por estar aqui e não trocava a minha experiência por nada. Nunca tive tão consciente, sereno e honesto com a minha vida como agora. Perdi o medo. Estou à vontade para falar sobre isto. Estou num sítio da minha vida que acho que as coisa acontecem porque têm de acontecer. Menti a tanta gente»

«Fiquei ali no limite de desfazer tudo. Mais um mês e desfazia tudo. Filhos, profissão. Acordei um dia a chorar e pensei: não quero isto na minha vida. Pedi ajuda. Na altura achava que a Jessica Athayde (com quem namorava) não merecia nada disto. Separei-me dela, mas foi ela que descobriu a clínica e que fez tudo. Estive na clínica, na Escócia, 28 dias.»

«A Jessica salvou-me a vida. Não estava aqui hoje se não fosse ela», reforça.