>
Geral

Deco alerta consumidores para não celebrarem contratos com Luxo24

[wp_bannerize group=Geral random=1 limit=1]

Sê associado da Deco por apenas 2€ e ainda recebes um MP5

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor refere, em comunicado, que as situações que mais afetam os consumidores que lhe pediram ajuda são o “incumprimento de prazos de entrega” e os “atrasos e irregularidades nos reembolsos”.

Segundo a Deco, a empresa “não cumpre a lei que determina o prazo máximo de 30 dias para reembolso em caso de indisponibilidade dos produtos e pressiona os consumidores a aceitarem créditos para futuras compras naquela empresa”.A associação adverte que “a situação tenderá a agravar-se com o desenrolar do processo de insolvência” da empresa. Apesar disso, o portal na Net da Luxo24 mantém-se operacional, adianta, salientando que, nos termos e condições do portal, consta agora uma outra empresa com sede na Alemanha como entidade vendedora.

A Deco desaconselha “a celebração de qualquer contrato” com a empresa “dadas as condições contratuais abusivas em clara desconformidade com a lei e a conduta da empresa lesiva para os interesses dos consumidores”.

[wp_bannerize group=Geral random=1 limit=1]

Reação

Em resposta, a Luxo 24 disse ter ficado surpresa com o “conjunto de falsidades” e negou que a empresa esteja, ou tenha estado, insolvente.

“A boa saúde da marca em causa é indiscutível e caberia à Deco fazer prova do que refere, o que não fez nem poderá fazer, por ser frontalmente falso. De facto, estamos mesmo a ponderar apresentar queixas-crime por calúnia”, diz a empresa, que garante um “reconhecido prestígio” e uma “clientela fidelizada”.

A empresa admite que, em casos pontuais, possa haver clientes menos satisfeitos, mas diz que “trata adequadamente” todas as eventuais situações irregulares que lhe são apresentadas.

A Luxo 24 pauta-se “pelas boas práticas do comércio” e diz serem falsas acusações, da DECO, de que pressiona os clientes a aceitarem créditos em futuras compras. “Se clientes há que recebem créditos para usar em futuras compras é porque assim o desejam, e não por haver qualquer pressão da nossa parte, o que aliás é facilmente demonstrado pelo elevado número de clientela fidelizada que temos”, garante a empresa.

Artigos Relacionados

One Comment

  1. DECO? O que é isso?

    Das coisas mais hipócritas que já vi.

    São uma associação de apoio e defesa do consumidor, e para angariarem clientes oferecem um “fantástico” MP5!

    Eu já fui sócio, e tive direito a 2 ou 3 magnificas bugigangas chinesas baratas, daquelas que se fizessem parte de algum estudo comparativo, ficariam em último lugar tal é a fraca qualidade.

    Depois dizem para as pessoas escolherem os artigos mais baratos, para serem poupadas, pouco consumistas. Mas oferecem coisas reles para ter associados.

    Vão mas é trabalhar e deixem de enganar as pessoas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo