Gossip

CHOCANTE: O relato da primeira pessoa que socorreu Sara Carreira

«Tenho foto­grafias do acidente, que só irei mostrar aos fami­liares, se eles quiserem.»

Faz amanha uma semana que decorreu o acidente que vitimou Sara Carreira na A1 na zona de Santarém. Ivo Lucas ainda se encontra hospitalizado.

A TV 7 Dias que saiu hoje para as bancas, tem o relato da primeira pessoa que socorreu Sara Carreira. Estava com a namorada no local quando o acidente ocorreu.


O jovem alentejano é bombeiro e diz «Quando chegámos ao carro do Ivo, ele estava junto ao separador central, sem camisola. Estava em tronco nu, a tremer de frio, e quando falámos com ele, estava desorientado. Dizia que era tudo um sonho que lhe estava a acontecer».

Reparou «que ele teria o pulso partido e não uma fratura expos­ta, como disseram. Depois comecei a ver a cara dele a ficar negra, talvez de algum embate que tenha dado, porque o carro deve ter dado várias camba­lhotas».

Depois ligou para o 112, «Levámos o rapaz para o nosso carro e eu dei-lhe o meu casaco e liguei o aquecimento do carro. A minha na­morada ficou com ele no nosso carro, enquanto eu estava a prestar auxilio à rapariga [Sara Carreira] que estava no carro acidenta­do».

O bombeiro conta que esteve ao telefone com o 112 cerca de 14 minutos, e só retirou o cinto a Sara Carreira após autorização, «Estive ao telefone durante 14 minutos, o Ivo perguntava pela namorada e nós dissemos apenas que ela estava em estado crítico, mas que estava a ser avaliada».


«Ele nem sabia bem o que lhe tinha acontecido. Disse que estava a sonhar e falou de um amigo, que morreu de acidente há dois anos e que a irmã fa­zia anos no dia a seguir».

Ivo perguntou diversas vezes pela namorada «Só algum tempo depois é que o Ivo nos disse que a namorada era de uma família muito conhecida (…) Na altura, cheguei a pensar que podia ser a Bárbara Bandeira, mas depois, pela identificação da vítima, é que vimos quem era.»

Quanto ao acidente, adianta, «não estava a chover torrencialmente, nem nevoeiro. Estava muito escuro e estava aquele spray provocado pela passagem dos carros».

«No chão, ao pé do carro, estava um fio de ouro e um telemóvel cor-de-rosa, que eu vi os bombeiros entregarem à polí­cia»

«À frente do carro do Ivo estava um Fiat Marea amarelo, que começou a arder passado pouco tempo de chegarmos. Atrás do carro do Ivo estava uma Passat com a traseira toda metida dentro, e atrás deste estava um carro de que não me lembro da marca, com a frente batida. (…) Estava uma grande confusão, mas concordo com o que foi explicado na televisão, que o carro deles capotou várias vezes e o carro amarelo que se incendiou terá ido bater neles, antes de parar uns metros à frente.»


Referiu ainda que Ivo Lucas esteve sempre sozinho, «O rapaz esteve sempre sozinho e nunca ninguém veio ter com ele ao local (nem Bárbara Bandeira nem o namorado, Kasha)».

De acordo com este bombeiro, os meios de socorro demoraram cerca de 30 minutos a chegar ao local.

Ivo Lucas não se apercebeu que Sara Carreira faleceu no local, «O Ivo soube que a namorada estava mal, mas não terá percebido rio local que ela tinha falecido. Ele estava no nosso carro, do lado do pendura, virado com os pés para fora. Do sítio onde ele estava, se ele se virasse, ele conseguia ver o carro, mas não o local onde estava a rapariga»

«Penso que não se terá apercebido no local que a rapariga tinha morrido. Ele es­tava muito confuso. Ele falava que era tudo um sonho, de um amigo que tinha falecido de um acidente há dois anos e no aniversário da irmã.»

Está disponível para prestar esclarecimentos às famílias, «Tenho foto­grafias do acidente, que só irei mostrar aos fami­liares, se eles quiserem. Mas só a eles e pessoal­mente. Todos os meios envolvidos não podiam ter feito mais do que fizeram».


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo