Home / Geral / Apresentada queixa contra taxista que disse “As meninas virgens, são para ser violadas”

Apresentada queixa contra taxista que disse “As meninas virgens, são para ser violadas”



No decorrer das manifestações da passada Segunda-Feira, dia 10, um taxista foi entrevistado pela CMTV e indignou ao dizer que “As leis são apenas para alguns (..) As leis são como as meninas virgens, são para ser violadas”.

A CIG – Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género divulgou na sua página, que apresentou junto ao Ministério Público uma queixa contra o taxista por aquilo que entendem ser “declarações discriminatórias” que segundo a comissão “podem configurar a prática de crimes de discriminação sexual e de instigação pública à prática de crimes previstos e punidos no Código Penal”.

Entretanto o próprio taxista já pediu desculpa, através de declarações reproduzidas pelo jornal Expresso, esclarecendo que tudo se tratou de um erro de português «Peço desculpa a todos. O que eu queria dizer era o contrário, que as leis são como as meninas virgens, não devem ser violadas»