Home / Geral / Ama uma burra e alega que lei que impede zoofilia é inconstitucional

Ama uma burra e alega que lei que impede zoofilia é inconstitucional

Carlos Romero foi detido e acusado por crueldade contra animais, depois de ser apanhado a ter relações com ‘Doodle’, uma burra por quem está apaixonado. O agricultor, de 32 anos, defende agora a inconstitucionalidade da lei norte-americana, que impede envolvimento físico entre humanos e animais.

[wp_bannerize group=”Geral” random=”1″ limit=”1″]

Trabalhador agrícola radicado nos EUA, Carlos Romero foi preso depois de ter sido apanhado a ‘fazer amor’ com a burra por quem está apaixonado. Desrespeitou a lei da Florida, que impede zoofilia, relações entre humanos e animais.

Mas Romero, que assume praticar atos com equinos desde os 18 anos de idade, não se conforma. Diz-se apaixonado por ‘Doodle’, a burra, e defende a inconstitucionalidade da lei norte-americana.

O advogado deste agricultor, segundo revela o jornal ‘Ocala-Star Banner’, considera que a legislação é humilhante para o humano, uma vez que transforma a sua conduta privada num crime.

[wp_bannerize group=”Geral” random=”1″ limit=”1″]

Na prisão, Carlos Romero afirmou que gosta da forma agressiva como os animais reagem, preferindo aquele comportamento, em vez de um carinho de amor. Mas é amor que sente pela burra ‘Doodle’.

Romero, que foi apanhado literalmente com as calças na mão ao lado da burra, num celeiro, responde por crueldade contra animais.