Home / Geral / A Final da Casa dos Segredos 3 – Parte 2

A Final da Casa dos Segredos 3 – Parte 2

Dando continuidade à analise da Casa dos Segredos 3 [ ver a primeira parte do post aqui ] venho agora falar da concorrente (se é que posso chamar isso) Vanessa.

Ela nunca tentou adivinhar nenhum segredo, quando ia ao centro falar algo era tudo tão vago que me fazia confusão e fiquei sem perceber qual o objectivo dela na casa será que era mexer no cabelo? Tendo em conta a experiência da tvi/endemol em reality shows eles têm técnicos competentes para traçar um perfil do concorrente portanto não acredito que ela seja mais um erro de casting, mas sim ela foi escolhida para formar um casal. Não estou a dizer que a relação com o Nuno não seja verdadeira, até porque dos casais formados na Casa é a que dou mais credibilidade, mas existem outros factos curiosos.

A Vanessa chegou a dizer mais que uma vez que o antigo ex-namorado dela demorou um ano até a beijar (bla bla bla wiskas saquetas) porque ela queria ter a certeza que realmente ele gostava verdadeiramente dela. Estranho é que ao fim de poucas semanas com o Nuno tudo foi diferente ao ponto de fazer sexo na Casa com a luz acesa, com direito a plateia, relato em directo no canal 10 e depois diziam eles “estávamos só a falar” – mas nós comemos gelados com a testa?

[wp_bannerize group=”Geral” random=”1″ limit=”1″]

O Jean Mark é uma Vanessa versão masculina mas um pouco mais sofisticado porque sempre tentava adivinhar uns segredos, fazia umas partidas e provocava outros concorrentes para serem expulsos. Ele teve em todos os grupos, metia veneno mas sempre com mérito porque era muito low profile. O avô do Jean Mark que adora cantar de galo deve andar esquecido que o Jean está na final por duas razões:

– havia concorrentes que o publico achou prioritário ser expulso.

– ele tem uma protecção especial da Teresa Guilherme e produção.

 

 A Mara realmente é melhor que a irmã (Petra), mais calma e ponderada mas que tem um fraco perfil de jogadora… simplesmente é finalista um pouco como o Jean: existiam concorrentes prioritários para o publico para serem expulsos.

O Fábio, bom o Fábio! Deu-me um branca…

[wp_bannerize group=”Geral” random=”1″ limit=”1″]

 A Alexandra realmente foi uma concorrente bem forte, porque foi chamada de VACA em directo em uma das galas pela Teresa Guilherme (ela até fez os cornitos), tentaram impingir o Nuno (jantaram a sós uma vez), depois o Fábio e por fim o Cláudio… o que queriam era o que? bacanal? Realmente foi triste esta atitude da produção e da TG,  não quero com isto ilibar a Alexandra que realmente também ajudou à festa e não é nenhuma santinha (ela própria o admite), mas merecia mais chegar à final que a Mara por exemplo.

Na segunda edição existiram muitas queixas sobre manipulação nas votações e este ano quase sempre bateu certo, mas a produção mudou o jogo com as imunidades, as caixas surpresa, numero de nomeações, e forma de nomear. Portanto a produção tem sempre de levar isto como um jogo à moda da endemol/tvi e não um jogo por si só: UM JOGO.

A existir uma quarta edição deviam apostar mais em menos casais, maior transparência, dar mais crédito às redes sociais (sim levaram uma chapada de luva branca!), e mais originalidade.