Home / Big Brother / Big Brother revolucionou a Internet em Portugal com um grande bronca

Big Brother revolucionou a Internet em Portugal com um grande bronca

O primeiro Big Brother em Portugal foi revolucionário em várias frentes e capultou a TVI para a ribalta. Apenas dois anos antes a estação de Queluz de Baixo falava numa possível insolvência.

Vamos relembrar o grande impacto para a Internet portuguesa que o programa teve, que por esta altura já tinha alguma expressão mas ainda assim muito limitada a todos os níveis. A TVI já calculava uma forte afluência de utilizadores aos seus servidores quando o Big Brother tivesse início, e segundo a equipa da Média Capital Multimédia (MCM) os estudos apontavam que teriam 450 mil pageviews diários e assim prepararam para receber até 600 mil.

Aqui começa o problema. Horas antes de o programa ter início já o servidor tinha 500 mil e o sistema crashou. Passado 5 dias do o site estar em baixo, finalmente lançaram um comunicado oficial onde diziam que “neste momento, o número de utilizadores a tentar aceder ao TVI Online é de oito mil por segundo, um valor inimaginável para a realidade portuguesa”. Diziam ainda que já tinham triplicado a capacidade dos servidores, mas ainda assim nada funcionava, nem nos momentos de menor fluxo.

Até esta altura ninguém tinha assumido as culpas, a MCM dizia apenas que estava a tratar do assunto, e a TELEPAC (antigo ISP da PT) dizia que da sua parte tudo estava a funcionar bem. Se bem que mais tarde houve troca de acusações no que toca a responsabilidades mas a culpa morreu solteira. Ainda assim os propios ISPs (SAPO, TELEPAC, etc) tiveram igualmente grande fluxo de utilizadores logo após a primeira emissão terminar e gerou algum congestionamento, fazendo com que os meios fossem reforçados.

O site oficial esteve inclusive mais de 15 dias a funcionar mal, e os sites não oficiais foram aparecendo e a fazer melhor serviço que o da TVI o que gerou um grande mal estar em Queluz de Baixo. Um dos principais problemas é que prometeram que era possível ver a emissão da «casa» online, inédito para a altura.