Home / Casa dos Segredos 5 / ARTIGO DE OPINIÃO: Caso Bruno e Elisabete “A máscara caiu”

ARTIGO DE OPINIÃO: Caso Bruno e Elisabete “A máscara caiu”



Quando pensávamos que as restantes duas semanas na Casa dos Segredos iam ser calmas, deu-se uma grande reviravolta no jogo. Se o Bruno era um dos candidatos a ganhar esta quinta edição da casa mais vigiada do país, neste momento perdeu tudo.

Vamos começar pelo início. O jovem lutador do norte entrou com o pé esquerdo, porque três mulheres da sua vida entraram com ele: Inês como namorada (segredo inventado), Sophia (ex-namorada) e Flávia (ex-namorada). Entre estas duas últimas, teve de escolher uma para entrar na ‘Casa’ como namorada, e ele nem optou pela Flávia afinal ela é meio psicopata.

Enrolou-se com a Sophya mesmo após essa missão dada pela VOZ ter terminado. Ela foi expulsa passado pouco tempo. Nesta altura já o Fernando andava a dar em cima da sua antiga namorada Flávia, ele nunca admitiu que pretendia algo mais com ela, mas é certo que sim. Até havia fãs a enviar aviões a dar a dica “juntem-se”. Quando a Flávia decidiu se juntar definitivamente com o Bruno na «Casa» foi um choque para todos e viu-se perfeitamente o Fernando (ele nega e irá sempre negar) que ficou cheio de azia. A partir daqui o jogo dele foi sempre picar o Bruno e o Daniel com as namoradas, assim dava canal, e deixava-os destabilizados. Óbvio que nestas investidas alguma delas podia ter caído no conto do vigário, mas elas lá se aguentaram.



Ainda assim a Flávia abusou imensas vezes com o Fernando no que toca a carinhos e que deixaria qualquer namorado de com os cabelos em pé e é aqui que ela se enterrou para começar. O Bruno como namorado pediu o fim daquelas aproximações, e ele nunca o quis e bateu sempre o pé “é tudo amizade”. Ele começou a estar mais próximo da Elisabete nos últimos tempos e ele usou o mesmo discurso da então namorada quando esta ficava cheia de ciúmes. Recusou igualmente dar cortes na instrutora de Zumba. A Flávia é ciumenta e possessiva e começou a “fritar a pipoca” com o que estava evidente, ainda para mais confinados a uma casa 24 horas por dia. Discussões começou a ser normal entre o casal, e o acabar hoje e começar amanha. Deu no entanto a entender que o «Savate» andava à procura de uma desculpa para dar o passo em frente com a Elisabete, e foi durante a última discussão a sério.

Ele usou ainda assim o discurso que gostava dela, que queria tentar com ela lá fora, chorou baba e ranho quando ela o chamou de manipulador, etc. Afinal era tudo treta, porque ele já gostava da outra. A Elisabete afinal nem gostava da pessoa que tinha cá fora, nem do Ricardo, andou claramente a jogar com ele. Ela é dissimulada, falsa e vingativa (palavras usadas ao longo da semana e fui apedrejado) e sabe que o Bruno por vezes pensa mais com a cabeça de baixo, e que facilmente a Flávia se passa do pirolito. Usou essas ferramentas muito bem para meter a «casa» do avesso, só que a duas semanas da final foi a jogada mais estúpida que ela poderia ter feito. O dar canal não pode ser o 8 ou 80, e ficar com o namorado da outra, enrolar-se com alguém, não dava o passaporte para a final.

POSTS RELACIONADOS

[crp limit=”3″ heading=”0″]

Óbvio que nunca seria uma jogada de risco, é simplesmente estúpida. Ela falou à Flávia que se queria vingar, mais tarde diz mesmo na presença do Bruno e Daniel que se vingou dela e ontem “quem ri por último ri melhor”. Ela tem dito muito que foi para a «Casa» jogar, realmente se pensa que é esperta, enganou-se, acabou por se enterrar a duas semanas da final, e não esquecer que ela nem era das pessoas mais votadas para sair. A máscara saiu e eu tinha razão, só não ganho o Euro milhões. Muita gente diz que é missão, mas recordando umas palavras da “Beta” com uns dois dias “o dinheiro não é tudo”. Tudo dito. A Flávia andava com a imagem queimada porque tinha andado nos últimos dias a ter ataques psyco, e agora vai ficar como a coitadinha, e não me admiro nada que chegue à final.

Vários antigos concorrentes reagiram no dia de ontem e todos estão desiludidos com eles, mas principalmente com a “Beta” pelas razões que invoquei acima. A mãe dela não gostou da acção da filha, mas foi ela que veio criticar a produção quando tentaram fazer um “arranjinho” com o Ricardo “querem que ela vá para a cama à força”. Ela não precisa afinal. O Ricardo na realidade foi um peão nas mãos dela. A mascara caiu a duas semanas do programa terminar, e estragou o jogo dela (pensando ser esperta), e tirou qualquer hipótese de o Bruno ganhar. Ambos ficaram com a imagem estragada.