BB2020

Texto sobre Diogo e Cláudio Ramos torna-se viral “foi completamente massacrado”

A gala deste domingo do ‘Big Brother 2020’, continua a fazer correr muita tinta nas redes sociais, com destaque para as interações entre Cláudio Ramos e Diogo.


A página de Facebook A Anarquia das Palavras, partilhou um texto que se tornou viral, onde aborda o comportamento do concorrente durante esta interação.

Fica com o texto na integra:

“Este é o Diogo, concorrente do Big Brother.
Bem, passemos à frente da fase onde supostamente me finjo de intelectualmente superior, que sou um gajo fixe e tal fingindo que não vejo “lixo televisivo”. Vejo, ponto final.
O Diogo sofre de problemas do foro mental e assume que sofre de problemas do foro mental desde o início do programa. Depressão, crises de ansiedade e alguns momentos de bipolaridade levam a que o Diogo esteja permanentemente a receber acompanhamento psicológico no seu dia-a-dia. O facto de um concorrente de um reality show aproveitar a visibilidade para falar abertamente sobre saúde mental, crises de ansiedade e alterações de comportamento, num País desenvolvido seria uma lufada de ar fresco, já em Portugal, é motivo para ser exposto a uma pressão e uma humilhação pública em prime-time.

O Diogo, ontem, foi completamente massacrado em direto para todo o País pelo apresentador do programa. A Endemol deu-se ao trabalho de fazer uma edição de imagens onde se vê o jovem lisboeta bastante consternado, a ter momentos de profunda angústia e de dor. Nessa sequência de imagens, o concorrente recusou fazer uma espécie de “trajeto de vida” e ficou bastante perturbado ao ser confrontado de frente com um espelho, sendo-lhe pedido que se descrevesse e, nesse momento, o mesmo encostou-se à parede da sala, quase que assustado, dizendo que não o faria porque “iria correr mal”. Cláudio Ramos, mais conhecido por preparar o pequeno almoço a Cristina Ferreira, disparou:

– Sabe que tem um psicólogo disponível para si depois desse exercício não sabe?

Basicamente, a sugestão deste génio que grita histericamente quando a temperatura do ar condicionado não está como ele quer é :

– Atira-te ao mar que alguém te há-de ir buscar!

Ora, o Diogo não é o primeiro nem o segundo concorrente a recusar fazer uma ou mais provas. Uns já recusaram participar em provas, outros já optaram por dormir o dia todo, outros comunicam com o exterior mas, nenhum deles foi completamente fuzilado em direto para Portugal ver. Só o Diogo, o concorrente que se recusou a fazer duas provas que lhe trariam um mal estar interior enorme teve direito a ser brutalmente agredido em exclusivo para o País.

O que Cláudio Ramos e a Endemol aproveitaram para fazer, foi agarrar nas fragilidades do Diogo e atropelá-lo com as mesmas. Cláudio Ramos passou quase meia hora de programa subtilmente sugerindo ao concorrente que como ele não cumpria as regras do programa devido à sua instabilidade (o que é mentira) não devia estar ali, tentando despoletar qualquer tipo de reação do mesmo mas, à medida que não o conseguia fazer, ia ficando descontrolado. Já o concorrente, com uma tremenda elevação, foi explicando que fazer aquele tipo de introspecção emocional seria prejudicial para o seu bem estar e que estava preparado para aceitar as consequências, ser nomeado ou até expulso. Não satisfeito com a incapacidade para levar a sua avante, Cláudio Ramos chegou onde poucos se atreveriam a chegar sugerindo que o Diogo usava a sua doença, a sua depressão e a sua dor como estratégia de jogo!


O que se passou ontem em direto na TVI foi mais uma demonstração cabal do quanto este País ficou parado no tempo. Num programa onde já tivemos comportamentos violentos, homofóbicos, xenófobos e até de bullying corporal por parte de concorrentes, a produção decidiu ir mais longe e ser ela própria a protagonista de um momento deprimente de televisão promovendo a psicofobia.

Sim, porque são ataques destes que levam a que quem sofre se esconda, tenha medo e não procure ajuda por medo das represálias profissionais e sociais. O que Cláudio Ramos fez ontem em direto para todo o Portugal ver foi tentar demonstrar aos jovens, adultos e idosos que o Diogo é um concorrente menos válido. Errado… o Diogo é tão ou mais válido e tem todo o direito de estar ali a partir do momento em que foi selecionado, tendo problemas de depressão ou mesmo que tivesse uma possível deficiência física.

Quem sofre de ansiedade, depressão ou pânico sabe que o auto-controlo é o mais importante dos pilares para a própria sobrevivência senão enlouquece. Sabe que os fantasmas e as sombras não escolhem data e hora para aparecerem e sabem principalmente como de um momento para o outro o mundo passa de colorido para um beco escuro. Agora imaginem a pressão de estar a ser vigiado por milhares de pessoas 24 horas por dia. É normal ao fim de dois meses um concorrente ir-se abaixo. Mas ele tinha o sonho de estar ali e nenhum de nós tem o direito de julgar a sua opção. Mas Cláudio Ramos não consegue perceber isso é “jura que gostava de compreender o concorrente” como se de alguém anormal se tratasse.

Uma esmagadora maioria dos comentários nas redes sociais condenou o infame e ignorante ataque do apresentador da TVI onde o mesmo revelou uma tremenda falta de empatia, sensibilidade e respeito. Mas será pelo Diogo sofrer de problemas mentais? Também… mas principalmente porque o Diogo é de uma educação e inteligência superlativas, de uma sensibilidade tocante, energia e sentido de humor contagiantes e, apesar das suas limitações, ser alguém bem resolvido com a vida e não entrar em conflitos nem em peixeiradas ou conversas nas costas de baixo nível o que, o torna num dos grandes favoritos a vencer o programa. Claro que, apesar de tudo, foram centenas os comentários no sentido oposto dizendo que o jovem de Lisboa devia estar internado numa ala psiquiátrica, é maluco, bla bla bla…

Cláudio Ramos hoje quando sair da cama, pode estar orgulhoso pelo péssimo serviço que prestou a um campo tão delicado como é o da saúde mental devido à sua ignorância. Quanto à Endemol e à TVI, um pedido de desculpas público a todas as pessoas que sofrem de doenças do foro mental seria o mínimo a fazer mas, quem quiser que espere sentado porque isso não vai acontecer. Li algures que no sábado o diretor de programas do canal disse que “quem não gostasse que mudasse de canal”. Obrigado pelo sábio conselho Doutor Nuno Santos!

Quanto ao Diogo, é um enorme orgulho para todos aqueles que sofrem qualquer tipo de perturbação psicológica. Foi autenticamente perseguido por 80% dos outros concorrentes onde, se ele estivesse a dormir no quarto e cheirasse a peido na sala, a culpa era dele todo o programa de uma forma quase absurda. Foram todos saindo, uns atrás dos outros, porque não há perturbação que se sobreponha à má educação e formação. E por mais medonha que seja a imagem que tentem passar ao mostrar ele escondida debaixo da cama enquanto tem crises de pânico mais forte ele se torna. Porque se ele chegar à final, cá estarei para votar nele. Não por ele ter problemas mas por ser provavelmente o melhor concorrente da história dos reality-shows em Portugal.

Por fim, deixo só uma perguntinha… já que estamos no campo aberto da ignorância do tolinho ou não tolinho… convidavam mais depressa para entrar em vossa casa quem chora e admite estar quebrado ou quem abandona um programa em direto aos gritos por causa de uma conversa parva sobre a Madonna? … eu cá não tenho dúvidas.”


Tags

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close