Stalker de Joana Cruz condenado a prisão efectiva

A locutora da RFM Joana Cruz e o namorado Alberto Índio vivem desde 2014 um pesadelo por culpa de um stalker.


Jorge Lopes fez várias perseguições e ameaças, mas não se ficou por aí enviou conteúdo sexualmente explícito como fotografias do órgão sexual e ameaças à integridade física tanto de Joana Cruz como de Alberto Índio e da filha deste.

A decisão já saiu e Jorge Lopes foi condenado a cinco anos de prisão efectiva.

Ficou provado as ameaças à integridade física e perseguições, e ainda que enviou e-mails e fotografias com conteúdo sexual explícito, como o órgão sexual de Jorge Lopes. Além disso ainda chegou mesmo a ameaçar abusar sexualmente da filha de Alberto Índio, enteada da radialista.


Perseguidor de locutora da RFM, Joana Cruz, pode apanhar pena de prisão