Geral

Presidente da República torna-se nadador-salvador improvisado e ajuda duas jovens

Marcelo Rebelo de Sousa percebeu que duas raparigas, caíram das suas canoas, e não estavam a conseguir recuperar

Foi este sábado, dia 15 de agosto, que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, se tornou num nadador-salvador improvisado.


Numa altura em que se encontrava no mar, na Praia do Alvor, no Algarve, Marcelo Rebelo de Sousa percebeu que duas raparigas, caíram das suas canoas, e não estavam a conseguir recuperar.

Aquelas duas jovens vinham de outra praia e como aqui há uma corrente muito forte de Oeste, foram arrastadas na direção desta praia [a do Alvo]. As suas canoas viraram-se e elas engoliram muita água”, explicou o chefe de Estado em declarações à SIC.

“Depois de terem caído à água, não estavam a ser capazes nem de se virar, de subir para o barco ou de nadar contra a corrente que estava muito forte. Felizmente houve ajuda de outro patriota e foi possível salvar as duas jovens”, acrescentou.

A finalizar, o presidente deixou um apelo aos cidadãos: “Apesar de terem coletes, não sabiam nadar muito bem. E mesmo quem sabe está sempre sujeito a este tipo de situações.”


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo