Casa dos Segredos 4Geral

Pai do Luís ataca artigo da tvguia

[wp_bannerize group=Geral random=1 limit=1]

O pai do Luís reagiu há umas semanas sobre um artigo da TVGUIA onde contava que ele se vingava nas namoradas com agressões:

INDOLE DA MENTIRA Á FRUSTRAÇÃO, FAZ GENTE MUITO MÁ! – É NA RIBALTA SUJA DA MENTIRA E DA MÁ-LINGUA EM QUE AS MÁSCARAS DA ALMA TIRO! A MASCARA QUE TAMBÉM MUITA DAS VEZES ME OCULTA E ME PROTEJE, POR VEZES, SOLTO-A NUM SONHO LONGE DO MUNDO, EM VIAGEM CUJA ESTAÇÃO É A LUA… MUITAS VEZES POR HORAS, OUTRAS POR SEGUNDOS, A MINHA ALMA FLUTUA E É TAL E QUAL, MINHA E É A TUA, TAMBÉM…

Nesta minha serena meditação de sentir na intensidade de meus sentimentos, vejo os estigmas de hoje, como rótulos de todos os preconceitos de uma das lacunas da educação e da liberdade, em favor da podridão desta sociedade que fluem pelos cantos desta vida, pela surra, como vermes rastejantes neste e deste tempo, no vender, vender a todo custo, mercantilista na cultura da mediocridade e do consumismo. Por favor, não me venham falar em pecado! Eu mesmo estava lá, quando foi inventado. Também não me confundam com Adão ou Eva, tão pouco com a Serpente. Eu sou a Maçã; Adão sou, por condição…
AGORA PERGUNTO EU, ENTRE O REAL E O ENGANO, ONDE ESTAMOS, NÓS? – Parece-me que se vive hoje uma cultura de que já de bom, pouco existe e de uma educação artística falaciosa, limitando-se a dramatizar o banal e a banalizar o dramático. A deformação de factos, a mentira, a calúnia e a suspeição só servem ao mercantilismo, falido, em tentativas desesperadas da reconquista na exploração de incautos, subjugando-os ao resultado em conjunturas presunçosas, invenções… e aí por diante. De entre outras, ao que me quero referir e neste caso específico, divulgado em publico, como eu sendo o tal pai carrasco, o filho da mãe que também é o pai biológico, o pai do Luís Paulo, este atingido também, provará o contrário do que dizem ser… O Luís Paulo é tal e qual o pai, na sua conduta, ética, educação e moral. Há uns dias, num programazito da TVI – Reality SHOW – A Casa dos Segredos e não a Casa dos Pesadelos, como dela nos querem fazer passar e impingir.
– A suspeição uma vez mais foi lançada, mas sei que o provará do contrário, inocente por lá e sem saber o que por aqui… fora se diz e se passa ao grande público em geral, demonstrará quais os seus princípios herdados de berço, a sua personalidade, a sua atitude genética nas diversas ocasiões que se deparem no dito programa, a conduta como jovem livre e espontâneo que ainda o é: “o saltitão” – o alegre e descontraído ”play-boy” que a si próprio se sustenta e governa, sei que será também o homem que acredita, no sonho que comanda a vida e de alma transparente como o pai, crê também poder contribuir para um mundo bem melhor do que o de hoje, mais educado, mais respeitador, mais colorido e ainda e acima de tudo, muito mais limpo e justo! Conheço-os bem e sei com o que conto, com todos e diferenciando a personalidade de cada um deles. Conheço-os como as palmas das minhas mãos, fui pai sempre presente e por vezes mãe, enquanto foi preciso. Quando os indagava por alguma coisa menos própria que acontecia numa casa cheia, imaginem, limpa, organizada e de bom gosto, como sempre foi e era a nossa, diziam de soslaio entre eles: pôxa, até parece que o pai adivinha…áháháháh… dos filhos, biológicos e dos que adotei, a estes redobrados os meus cuidados, mas, por igual os eduquei e criei, sem os diferenciar, desde e ainda quando em Angola, muito jovem, 21 anos tinha, independente também já o era, por perda trágica de minha saudosa MÃE; desde os meus tenros 14 anos de idade, fui e procurei ser sempre um bom estudante, trabalhador por opção e nunca pela necessidade de meus pais ou família me sustentarem.
– Nada, mesmo nada, em consciência me acusa! Fiz e dei o meu melhor… ao contrário do que me acusam, numa mentira repetitiva a alguns anos a esta parte e onde sempre me calei, em dor silenciada, talvez para não ferir susceptibilidades e também por desrespeito na verdade, a mim mesmo. Hoje uma vez mais, mesquinha e sem procedentes dita por uma mulherzinha que se diz tia, que não sabe se respeitar, nem foi, nem é Amiga dos Sobrinhos, nem da sua, Irmã – “EU sou o tal malandro o vilão que fui o pai – terror, o lobo mau das desgraçadinhas e pobres criancinhas escravizadas e mal tratadas.” Provarão em lugar certo, havendo também uma grande maioria que testemunhem, além de meus próprios filhos do contrário do que foi dito e se diz! sem pestanejarem e de certo se rirão com ironia, do descaramento desse tipo de gentalha com telhados de vidro e que anda á procura de protagonismo da triste desgraça do que fizeram das suas próprias vidas, transformadas hoje em inveja e frustrações…
CHEGA!
Fui pai e Pai de verdade…que não deve quaisquer satisfações a ninguém a não ser, a mim mesmo e aos meus filhos. Preparei meus filhos para a vida! Agora como avô , é o momento próprio da minha vida em que devo ser o prevaricador principal, deseducando-os em baldas e mordomias todos os meus netos, agora sim, como avô e “não pai” o farei!

Escrito a, 09 – 10 – 2013

A todos desejo o começo de uma feliz e nova semana!

Beijinhos e abraços,

Luiz Lupi – “John”

[wp_bannerize group=Geral random=1 limit=1]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo