Shark Tank Portugal

Os primeiros negócios do Shark Tank Portugal: 565 mil euros investidos

O Shark Tank Portugal acaba de chegar à SIC. Miguel Ribeiro Ferreira, Mário Ferreira, João Rafael Koehler, Tim Vieira e Susana Sequeira avaliaram este sábado os primeiros empreendedores portugueses.

Contas feitas, foram fechados 3 negócios num valor total de 565 mil euros. O negócio com o valor mais alto foi fechado por 500 mil euros.

Conhece os primeiros negócios de Shark Tank Portugal:

[adrotate banner=”21″]

Sock Buster

A primeira invenção apresentada foi o Sock Buster. Os jovens pediram 5.000 euros pela patente e ofereceram 5% dos royalties. Trata-se de uma peça de silicone que permite reunir os pares de meias antes de ir à máquina de lavar. A peça tem depois a possibilidade como se de uma mola se trataasse.

O negócio acabou por ser fechado com João Rafael Koehler de 15.000 euros pela patente e 7,5% de royalties.

Museu Erótico de Lisboa

Os empreendedores quiserem replicar o modelo do Museu Erótico de Paris e pediram 200 mil euros por 25% da empresa. Os tubarões mostraram desconhecer o negócio dos museus e duvidaram do tipo de peças que os empreendedores anunciaram vender. O negócio acabou por não ser fechado com os empreendedores.

Tela de Projeção

Uma empresa do norte apresentou uma tela de projeção que se apresentou como o único ecrã do mundo que pode funcionar corretamente às claras. O senhor Candeias pediu 500 mil euros por 35% da empresa.

O negócio acabou por ser fechado com João Rafael Koehler que ofereceu 500 mil euros por 100% da empresa.

[adrotate banner=”21″]Barroca do Retiro

Ana pediu 1 milhão de euros pela empresa que está disposta a vender a 100%. Trata-se de um hotel para turismo rural, com 9 suites e possibilidade de expansão. Apesar dos tubarões terem gostado da apresentação não acreditaram no negócio acabando por desistir.

Comida de Rua

A empresa, ligada à restauração, vive do conceito de comida de rua. A empreendedora pediu 50 mil euros por 12,5% da empresa. A empresa tem já dois pontos fixos, com o terceiro já para abrir. A empresa pretender expandir-se, nomeadamente para Lisboa. A empresa factura 80.000€ anuais.

Os tubarões gostaram do conceito mas acharam os números apresentados exagerados. 50 mil euros por 45% foi a proposta de Tim Vieira, com a adição de um produto ao menu com o qual ganharia 100% dos lucros. O negócio acabou por ser fachado com Tim Vieira.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo