Manuela Moura Guedes REAGE à reportagem que a TVI «abafou»

A TVI deixou cair uma peça de Ana Leal acerca do SNS e as falhas graves no combate à Covid-19. Agora, Manuela Moura Guedes reage à situação.



«Em países civilizados , desenvolvidos só há uma forma de fazer jornalismo- Contar os factos que se apuraram seguindo todas as regras que permitem conhecer a VERDADE sobre eles.
Em portugal não é assim. Há quem faça esse jornalismo ( aves raras em processo acelerado de extinção) mas a tendência altamente valorizada é de quem “entende ” e protege o Sistema. Se há uns senhores que estão no Poder é porque são bons ou então não estavam lá! E ,como mandam , há que ser submisso e obediente não vá a vida correr mal. Esta corrente pujante do jornalismo português dá belas carreiras . Não é preciso fazer-se esforço no jornalismo que questiona e investiga, aliás é mesmo um handicap, investe-se é nos contactos , bons contactos , daqueles que dão frutos . Depois , chegar ao topo é trigo limpo. Veja-se ,por exemplo , os casos de quem está à frente da Informação das 3 estaçoes de televisão. Às vezes nem é preciso alimentar contactos …vem do berço. É claro que há uns que exercem este tipo de jornalismo de uma forma mais inteligente que quem vê ,muitas vezes ,pensa tratar-se do outro jornalismo , o da Verdade . Outros , são apanhados nas curvas. E isto é mais notório em momentos de crise , quando são mais evidentes as fragilidades do Sistema e de quem está no Poder . É nessas alturas que se faz o toque de alerta às tropas para que todos marchem à mesma ordem. Quem não estiver na linha , sai!».


Em países civilizados , desenvolvidos só há uma forma de fazer jornalismo- Contar os factos que se apuraram seguindo…

Publiée par Manuela Moura Guedes sur Jeudi 26 mars 2020