Home / Geral / Manuel Forjaz morreu e deixou dívidas a muitas pessoas
Manuel Forjaz

Manuel Forjaz morreu e deixou dívidas a muitas pessoas


O professor e empresário Manuel Forjaz morreu morreu aos 50 anos este Domingo após 5 anos a lutar contra um cancro no pulmão. Foram muitos os famosos que deixaram mensagens de condolências, e a imprensa muito falou nesta situação. Decorria o ano de 2012 quando o Jornal O Crime (e mais tarde a SIC) dava conta que o homem que disse «Posso acabar por morrer da doença, mas a doença não matará a minha vida», e lançou um livro «Nunca Te Distraias da Vida» levou a sua empresa à falência e deixa «cá» muito ‘calote’.

Recuperando a investigação do já extinto jornal O Crime, Manuel Forjaz tinha uma empresa (Ideiateca Consultores) que em 2011 facturou qualquer coisa como 1,5 milhões. A empresa prestava serviços de cliente-mistério e consultoria a várias das maiores empresas nacionais, como a CGD, BES, Hotéis Vila Galé, PT, bem como a redes de lojas como a Calzedonia. De repente a Ideiateca fechou portas não dando qualquer justificação aos milhares de colaboradores que tinham de norte a sul. Um dos clientes mistério da empresa disse que a única informação que recebeu foi um e-mail de Manuel Forjaz, indicando que deveria falar com os representantes legais da ideiateca.

No entanto alguns dos seus fornecedores (como a CGD) foram informados que, tendo em conta a situação económica da altura, se via obrigado a suspender a actividade. Este tipo de actividade (cliente-mistério) obrigava ao colaborador a fazer um adiantamento das despesas (deslocações, e outros), sendo pago tudo mais tarde, e por isso é que milhares de pessoas ficaram literalmente “a arder” quando a empresa encerrou portas de forma inesperada. Os pagamentos eram feitos três meses após a entrega do relatório da visita e recibo verde.

Na altura já se via em vários fóruns, blogs ou redes sociais pessoas a queixarem-se de atrasos nos pagamentos, falta de informação, cancelaram os telefones, e abandonaram a sede. A sociedade de advogados que representa a Ideiateca ainda não apresentou qualquer proposta para pagamento aos ex-colaboradores.

Não os podemos distrair com a vida, nem com as contas para pagar. Que fique em paz.