Luciana Abreu não vai ter sorte no seu esquema de chular dinheiro

Yannick Djaló não deverá pagar a Luciana Abreu os dez mil euros que a cantora exige de pensão para si e para as duas filhas do casal, mas apenas metade dessa quantia.

A pensão pedida pela cantora reserva sete mil euros para si e os restantes três mil divididos por Lyonce, de um ano e meio e Lyannii, de três meses, deverá ser reduzida a metade pelo Tribunal de Família e Menores de Cascais onde decorre o divórcio do casal.

O vencimento auferido por Yannick Djaló, de cerca de 25 mil euros mensais no Benfica, de onde já são retirados cerca de três mil de pensão para Chrystyan, filho do jogador com Ana Sofia Miguel, não deverá permitir que a pensão de Luciana e das filhas ultrapasse os cinco mil euros. Isto porque segundo a lei, Djaló não poderá desembolsar mais de um terço do seu vencimento em pensões de alimentos.


Luciana Abreu que se mudou com a mãe e as duas filhas para a sua casa de solteira, em Cascais, poderá ver assim drasticamente reduzido o valor que os seus advogados solicitaram ao tribunal.

A cantora vai estar no próximo domingo à noite no palco de “A Tua Cara Não Me É Estranha”, TVI, numa gala em que concorre contra o ex-namorado e vencedor da primeira edição do programa, João Paulo Rodrigues.