Home / Geral / Investigador diz que Whitney Houston foi assassinada

Investigador diz que Whitney Houston foi assassinada

Um investigador particular garante que Whitney Houston foi assassinada, e não vítima de uma paragem cardíaca seguida de afogamento acidental, como atesta as perecias efectuadas anteriormente..

[wp_bannerize group=”Geral” random=”1″ limit=”1″]

De acordo com o site RadarOnline, Paul Huebl contou à revista Nationa Enquirer que há provas do crime ocorrido no quarto de hotel no qual a cantora estava alojada, localizado em Beverly Hills, Los Angeles. Segundo ele, uma câmara gravou a presença de duas pessoas que circulam pelo local e que se misturam com os membros da equipa de Houston. Eles seriam agentes que ligavam a cantora ao traficante, ou seja levando drogas, e recebendo o dinheiro do pagamento. E sobre dinheiro, Huebl afirma que Whitney devia cerca de U$1,5 milhão (mais de R$3 milhões) ao chefe do esquema, referente a compras anteriores.

Quando a artista foi deixada sozinha o seu quarto, segundo o investigador, esses homens entraram no local e cobraram a tal dívida . Pouco tempo depois, o corpo da cantora estaria na banheira, com o rosto submerso.

[wp_bannerize group=”Geral” random=”1″ limit=”1″]

“O corpo de Whitney mostra marcas clássicas de autodefesa que foram feitas enquanto ela lutava por sua vida”, diz Huebl.

Resta saber se a polícia reabrirá ou não o caso baseado nas supostas provas do investigador. Whitney Houston morreu no dia 11 de fevereiro, aos 48 anos.