Gossip

Espanha. Comunicação Social abafou notícias sobre a doença da filha de Luis Enrique

Luis Enrique anunciou esta semana que a sua filha de 9 anos tinha morrido após perder a luta contra um cancro. A noticia chocou o mundo.


No entanto a imprensa espanhola já sabia da situação há uns meses, mas houve uma espécie de pacto entre a comunicação social do país e a federação de futebol para que o caso ficasse afastado.

Por isso mesmo o treinador, Luis Enrique, agradeceu a “discrição” com que o estado de saúde da menina foi tratado porque até os paparazzi respeitaram o pedido feito pela federação espanhola.


Importa sublinhar o papel desempenhado pelos jornalistas, que atenderam à discrição que o protagonista solicitou com toda a lógica. Com a falta de escrúpulos e o gosto pela morbidade predominante, era fácil esperar o contrário”, escreveu o jornalista e filho do ex-ministro José Ignacio Wert.

A renuncia repentina de Luis Enrique do cargo de seleccionador levantou algumas duvidas que algo não estaria bem.

Antes disso ele já tinha faltado a um jogo para a qualificação para o europeu em 2020, e a justificação foi “motivos familiares de força maior”.


Foi aí que a Federação decidiu abrir o jogo  e “dissemos aos jornalistas que geralmente nos acompanhavam o que estava a acontecer e pedimos respeito”, disse um porta-voz da federação espanhola.

Solicitámos expressamente a todos os meios de comunicação. Explicámos o motivo e pedimos que eles respeitassem a privacidade. (…) Assim também evitámos especulações. Contámos a verdade desde o momento em que alguém a quis saber e havia um tipo de compromisso verbal em respeitar a dor da família. (…) E a verdade é que as pessoas comportaram-se muito, muito bem e estamos muito gratos por isso. Estiveram à altura”.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo