Cristina FerreiraGossip

Cristina coMvida: Tudo sobre o novo projecto da TVI que a SIC já utilizou

Fizemo-lo em 2014. Pensámos que um programa de day time dentro de uma casa – porque nós entramos na casa das pessoas todos os dias – podia dar origem a um formato muito engraçado e fomos trabalhando na ideia. Ao ponto de o apresentarmos à TVI, que o guardou na gaveta

Cristina Ferreira vai ver o sue antigo projeto, Cristina coMvida, a sair da gaveta. A TVI rejeitou o projecto em 2014, e ela saiu para a SIC. De regresso à sua casa, vão agora trabalhar nisto.


Basicamente o Cristina coMvida tem por base o que se fez na SIC com o Programa da Cristina, mas obviamente deve ser algo refinado.

Esta ideia é dela e de João Patrício, e quando se mudou para a SIC referiu, “Fizemo-lo em 2014. Pensámos que um programa de day time dentro de uma casa – porque nós entramos na casa das pessoas todos os dias – podia dar origem a um formato muito engraçado e fomos trabalhando na ideia. Ao ponto de o apresentarmos à TVI, que o guardou na gaveta”.

Ela sabe porque levou nega da TVI na altura, “E eu percebo porque é que não o fizeram: eu fazia dupla com o Manel [Luís Goucha] e as coisas corriam tão bem, porque é que íamos mudar uma coisa que corria tão bem? Mas surgiu esta oportunidade de vir para aqui [para a SIC]”.


Cristina Ferreira escreveu há um ano um texto onde falava deste projecto, e garantia «Só nos enganámos na morada, João Patrício».

“Hoje não é dia 7, não celebramos nada, nem sequer é especial. Ou talvez seja. Por tudo o que acrescentou. Desde o dia 1, ou antes. Antes de tudo começar. Há um ano tudo era diferente. Nem sequer sei o que estava a fazer. Ou melhor, sei. Estava a gravar o Apanha, a fazer o Você na TV, a fazer caminhadas na Ericeira, produções para o blogue, o Tiago na escola, em casa. Mas tudo era diferente. Eu já sabia que ia mudar. Sem saber que ia para a SIC. Longe até de imaginar que isso ia acontecer. Mas eu sentia a mudança. Sempre fui assim, capaz de antecipar o que vai acontecer. Ou ver para além do que já existe. Podia ter ficado tudo igual. E eu estaria aqui. Exactamente no mesmo sofá onde escrevo este texto. Mas não seria isto que escreveria. Porque as páginas que mudei no livro da minha vida alteraram tudo. Olhando agora para aquele tempo percebo a força do querer. Foi porque eu quis que tudo aconteceu. Talvez já tivesse escrito estas linhas no dia em que alinhei um programa de sonho, há 4 anos, que se chamava Cristina coMvida. Era o Programa da Cristina. Só nos enganámos na morada, João Patrício. O endereço estava errado, mas o “sonho” estava destinado.


A casa é como imaginámos. O primeiro convidado entrou ao telefone. O vizinho mudou de nome. Mas estava tudo lá. Guardado numa gaveta. A vida encarregou-se de nos dar a chave. A nós. Tínhamos a cópia. A mesma que anda agora na tua mala. Para não nos esquecermos que fomos nós que definimos o destino. Fui eu que avancei. Disse-te primeiro que tinha chegado a hora. Agosto de 2018. Não tivemos a certeza que era o momento. Ou tivemos. Pouco tempo depois vinhas. Sabias também que era chegada a hora. O destino é melhor do que sonhámos. Ou então tínhamos imaginado pouco. Coisa rara em nós. Hoje, aqui neste sofá está a loira daquela capa. Menos loira. Mais. Mais tudo. Foi difícil. É difícil. Mais pesado. Mais amado. Mais desgastante. Mais. Tudo mais. Quando construímos o nosso futuro ninguém nos tira nada. E há tanto mais. Só não está escrito. Ou melhor, no papel. E até sabemos quem está no lugar do primeiro convidado.”

A TV 7 Dias dá conta quais eram as personagens desse projecto, vê aqui.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo