>
BB2020

Cinha Jardim e Marta Cardoso defendem Pedro Alves, o concorrente “homofóbico”

Comentadoras estão a tentar justificar o concorrente nortenho

Na estreia deste domingo, Pedro Alves foi um dos concorrentes que causou mais polémica, porque, no seu vídeo de apresentação, assumiu-se como «um bocado homofóbico».


No extra do reality show da TVI de ontem, Marta Cardoso comentou o assunto, e naquilo que considerou ter sido uma frase infeliz: “Ao contrário de toda a gente, preferia não crucificar o Pedro Alves já” começou por dizer.

Já vi muitos concorrentes, demasiado até, a dizerem coisas que acham polémicas para sobressair. Acho que não vale a pena crucificar uma pessoa já, quando isso vai ser claro a partir do momento em que entrar em casa” acrescentou.

“O que quer que o Pedro diga, vai ser ou não confirmado dentro da casa. O comportamento do Pedro com o Edmar é que vai ditar se, de facto, esta frase foi infeliz e ele não é nada daquilo, ou se é realmente homofóbico e pronto (…) Toda a gente tem um momento infeliz e diz uma frase infeliz num momento errado“, concluiu.

Já Cinha Jardim, concordou com tudo e acrescentou “Não se pode crucificá-lo completamente. Agora, não havia necessidade de dizer isto. Não vai ganhar nada


Revelado o motivo da gala do Big Brother 2020 ter sido gravada

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo