Home / Casa dos Segredos 4 / Artigo de Opinião: “O caso mais evidente de favoritismo foi com a Joana.”

Artigo de Opinião: “O caso mais evidente de favoritismo foi com a Joana.”

[wp_bannerize group=Geral random=1 limit=1]

nota: este é um artigo de opinião da leitora Patrícia 

O caso mais evidente de favoritismo foi com a Joana. A Teresa Guilherme já demonstrou, mais do que uma vez, ter um carinho enorme por ela. Tentando sempre dar visibilidade à mesma. A família dela pode gritar o que quiser para a casa que ninguém diz nada, o que já não acontece com os familiares de outros concorrentes. Ela já agrediu um concorrente quer psicológica, quer fisicamente, tendo sido apenas punida quando os espectadores se começaram a fazer ver, quer com abaixo assinados a pedir um castigo, quer com páginas de facebook, ou seja, com tudo o que se pode tornar uma ‘mancha’ para o programa. E qual o castigo? Ficar sem dinheiro… Interessante! Sei admitir que ao longo do programa foi uma concorrente que soube divertir os espectadores, ainda que um pouco bareira, conseguiu tirar diversas gargalhadas de quem a assistia. O seu erro foi tentar massacrar um concorrente, pensando que assim seria admirada, o que não foi bem assim. A Joana mudou imenso desde o inicio do programa e isso vê-se, claramente, no rumo que as votações têm tomado.

Temos depois o injustiçado, que em menos de uma semana deixou de ser o “levadinho ao colo”, para ser o “grande vencedor”, isso mesmo, refiro-me ao Luís. O povo português criticou diversas vezes a faceta de “coitadinho” dos respetivos concorrentes/vencedores: como foi o caso do António do SS1, o do João M do SS2 e até do Marco dessa mesma edição, no entanto, é nisso que atualmente se baseiam para alegar que ele merece vencer. Visibilidade ao longo do programa foi nula… Excecionalmente quando teve a missão de se fazer passar por gago, quando se envolveu com a Joana, que o fez perder a namorada que tanto amava, e quando tinha atritos com alguém. Eu não posso alegar que ele não merece vencer, mesmo que só agora é que tenha feito jogo, fê-lo muito bem. Mal teve acesso aos finalistas ele mostrou as garras. Atacou a Sofia, a Érica e mais tarde a Joana e ainda assim conseguiu receber o título de “grande homem”, porque era honesto e aguentou tudo. Incrível é que essa honestidade só veio no final do programa, mas pronto. Isso mostra que ele sabe jogar, mesmo que isso implique ele fazer-se de vitima.

[wp_bannerize group=Geral random=1 limit=1]

Diogo… Eu não o consigo ver como jogador, apenas como alguém que precisava de férias e viu na Casa dos Segredos isso mesmo. Só quando se envolveu com a Sofia é que alguém começou a ver o Diogo no confessionário. Até lá, ele não era sequer concorrente, quiçá um objeto decorativo, mas nunca um concorrente. O que nos leva até ao seu relacionamento: muitos podem ver como jogo, para mim é apenas um divertimento. Nada de estratégia, apenas um forma de ele ter companhia na casa e passar o tempo, não mais que isso. Porque se fosse jogo, ele não teria aguentado tanto tempo a história Tierry/Sofia. Tinha antes a Maria Joana, dava tudo a mesmo. Todos os portugueses se interessam por um casal todo romântico, a prova disso é o Claudio e a Jéssica, do SS3, a Joana e o Hugo M do SS1 e por aí vai. Este eu não acho que mereça vencer, nem ser finalista, quem dirá vencer.

Agora a bomba atômica que é a Érica. O tipo de pessoa que diz tudo, mas que isso só a prejudica. Não mede as situações em que se envolve, daí ter descido imenso nas votações. Essa foi um dos casos em que quando era contra a Sofia, ela é que era a “merecida vencedora”, “uma grande mulher”. Agora é o quê? Uma “vaca”, “uma falsa” e ainda uma lista com os adjetivos todos que utilizam para ela. Eu acho engraçado que toda a gente a julga pelos homens com quem já se envolveu, no entanto, eu não a vi a “fazer-se” a ninguém no programa, o que é curioso. A Joana já falou nos seus valores, no entanto, não existe nada dentro daquela casa que os possa contestar. É boa amiga, mas melhor que isso, só mesmo jogadora. Ela conseguiu chorar quando lhe foi dada a missão de dizer ao João que o amava e não sei mais o quê… Uma pessoa capaz disso, mostra desde já, o que pode ou não fazer para ganhar. Não é uma mulher cheia de princípios, mas sem duvida que é das melhores jogadoras que já passou pela Casa do Segredos, desde a 1 até a atual.

E falta-nos a mulher que tem dado imenso que falar. A Sofia – Sofrida para uns, Xia para outros e ainda Nala para os restantes – o que dizer dela? Metade nela é jogo, outra metade é sinceridade. Eu comecei a ver as criticas a aumentar, quando aqui o Dioguinho começou a mostrar realmente a sua opinião sobre a mesma. Em menos de dois meses, pessoas que diziam que ela era uma guerreira, colaram o “Sofrida” e nunca mais o largaram. As opiniões têm sido bolas de ping-pong: o Dioguinho defende, as pessoas gostam. O Dioguinho critica, as pessoas detestam. Sempre foi assim, tornando-se mais evidente neste caso e até no da Érica. As pessoas usam o termo “Sofrida” como se fosse realmente uma ofensa, acusando os fãs da mesma de serem loucos, quando são eles que a cada situação têm o nome da Sofia na boca.

Usou a filha para chegar onde está? Talvez, mesmo que sejam raras as vezes que ela se faça de vitima quanto a isso. Mesmo não gostando do Tierry, tenho que lhe dar os meus parabéns, pois foi o mesmo que levou a Sofia onde ela se encontra. Burra seria ela se não aproveitasse a situação em que o Tierry a pôs, quando foi o mesmo a tentar pôr-se no lugar de vitima quando a atacou pela primeira vez… O relacionamento dela com o Diogo pode muito bem ser jogo, mas acima de tudo, acho que é mais pelo facto de ela ser uma pessoa carente. O SS4 foi Sofia, mesmo que os anti-Sofia digam o contrário, quem viu o programa sabe que foi tudo em volta dela, até os comentadores só a têm na boca, ainda que seja para falar mal da mesma e condenar tudo o que a rapariga faz (tipo os anti-sofridas).

 

Acho que já deixei mais do que evidente quem por minha é vencedor/a:

1. Sofia;

2. Érica;

3. Diogo;

4. Luís;

5. Joana.

Esta é a minha opinião, mesmo que incomode quem lê, ela não irá mudar.