Home / Geral / Violência marca reality shows

Violência marca reality shows

Do pontapé de Marco à cabeçada de Wilson, as agressões são comuns nestes formatos e repetem-se um pouco por todo o Mundo.

A cabeçada de Wilson a Hélio trouxe novo fôlego a ‘Casa dos Segredos 3’. O diário da noite conduzido por Leonor Poeirasvoltou a ser líder de audiências após a cena de violência que envolveu os dois ex-concorrentes.

[wp_bannerize group=”Geral” random=”1″ limit=”1″]

O programa da TVI foi seguido por cerca de dois milhões de pessoas, registando mais audiência do que o jogo de futebol entre o Sporting e o Genk, para a Liga Europa, exibido no mesmo dia pela SIC.

[wp_bannerize group=”Geral” random=”1″ limit=”1″]

O momento bateu recordes de audiências na história do reality show tanto na televisão como no YouTube, onde já tem cerca de 280 mil visualizações. Em apenas três edições, a versão portuguesa de ‘Secret Story’ já ficou marcada por dois episódios de violência. Na primeira edição, Vítor Rangel foi expulso depois de ter agredido a namorada, Ana Isabel, física e verbalmente, movido pelos ciúmes.

Ainda assim, o pontapé de Marco a Sónia, no primeiro ‘Big Brother’ (2000), continua a ser a agressão mais ‘famosa’ da televisão portuguesa, ao ser noticiada no ‘Jornal Nacional’, da TVI. No YouTube já foi vista por perto de um milhão.

Depois da saída de Wilson e Hélio, a ‘Casa’ ficou reduzida a doze concorrentes e no domingo Ana ou Vanessa vão abandonar o jogo, depois de terem sido nomeadas pelos seus colegas.