Home / Geral / Vanessa: somos novos e não fizemos nada sem sentimento

Vanessa: somos novos e não fizemos nada sem sentimento

Vanessa Ferreira em entrevista à revista VIP desta semana confessa que estava melhor com o Nuno a seu lado, no entanto não quer que ele seja expulso no domingo. A ex-concorrente da ‘Casa dos Segredos 3’ acredita que a relação do “casal perfeito” tem futuro e confessa que gostava de se casar e ter filhos com ele. Quanto às cenas íntimas, a jovem pede aos portugueses para tentarem compreender,  pois “somos novos e não fizemos nada sem sentimentos”.

Porque acha que os portugueses votaram em si para sair em vez da Ana?

Vanessa Ferreira – A Ana é uma concorrente muito forte, quer em termos de jogo quer de personalidade e talvez por ter reagido mal à minha nomeação. Acho que foram esses os motivos.

Dentro da Casa viveu um tórrido romance com o Nuno Mota. Como têm sido estes primeiros dias longe dele?

Vanessa Ferreira: É como se uma parte de mim tivesse ficado dentro da Casa. Estava melhor com ele ao meu lado. Mas quero que ele fique até ao fim do programa. Acredito que vai ficar. Vou estar aqui à espera.

[wp_bannerize group=”Geral” random=”1″ limit=”1″]

Foi inesperado para si ter-se apaixonado?

Vanessa Ferreira: Não estava à espera. Tinha dito para mim mesma que não queria e se viesse a apaixonar-me lá dentro que não iria acontecer nada, nem beijos. Mas com o passar do tempo foi um desenrolar de situações… A Voz também facilitou as coisas: casamento, danças, missões…

Acredita que a vossa relação tem futuro?

Vanessa Ferreira: Muito. Acredito mesmo, não duvido.

O Nuno já disse que a Vanessa tem o poder de realizar dois dos seus grandes desejos: ter uma casa e um filho. Gostava de se casar e ter filhos com ele?

Vanessa Ferreira: Sinceramente, claro que sim. Quando nos casámos na casa, e foi uma brincadeira da Voz, já foi tão emocionante. Tinha medo que as coisas pudessem não dar certo, mas foram resultando, ainda estou com a aliança e tudo.

A Teresa Guilherme disse na noite de nomeações que a Vanessa gostava de ter um Simão.

Vanessa Ferreira: (Risos) Sim. O Nuno diz que gosta desse nome e eu também, mas a escolha foi dele.

Os portugueses viram imagens suas e do Nuno em momentos bastante íntimos. Como se sente ao rever essas imagens?

Vanessa Ferreira: Eu espero que os portugueses não julguem de uma forma tão forte. Somos novos e não fizemos nada sem sentimentos. Nós fomo-nos esquecendo das câmaras. Temos de levar uma vida normal lá dentro. Mesmo assim tivemos muito respeito, não fizemos nada à vista de ninguém. As pessoas claro que criticam, aceito e respeito, mas poderiam tentar compreender-nos melhor.

 [wp_bannerize group=”Geral” random=”1″ limit=”1″]

Não está arrependida, portanto?

Vanessa Ferreira: Por um lado arrependo-me, principalmente por respeito à minha mãe e à minha avó. Mas por outro não, porque tudo o que se passou entre nós foi por sermos nós próprios e, acima de tudo, era o sentimento que falava por nós.

O seu segredo era ter sido “vítima de trabalho infantil” pelo seu pai. Porque decidiu revelar ao País essa fase triste do seu passado?

Vanessa Ferreira: Eu preferia que tivesse sido outro segredo, mas o programa escolheu este. É algo que já foi ultrapassado. Custou-me revelar isso a Portugal inteiro, mas pode servir de exemplo para quem esteja nessa situação e ver que não deve ter medo de arriscar na vida pelo bom caminho.