Home / Gossip / TVI defende Judite Sousa e ataca ERC “Evidente relevo informativo”

TVI defende Judite Sousa e ataca ERC “Evidente relevo informativo”

A insólita reportagem de Judite Sousa, onde a jornalista aparece ao lado de um cadáver vitimado pelo incêndio de Pedrógrão Grande, continua a estar no centro da polémica.

Depois de a ERC ter emitido um comunicado a informar que abriu um procedimento de averiguações, após receber mais de 100 queixas [ver aqui], foi agora a vez da TVI reagir.


Numa longa mensagem publicada no site da estação, é questionada a posição da entidade reguladora neste caso e é feita uma comparação com imagens transmitidas por outros canais televisivos concorrenciais “Porquê a TVI? Porquê só a TVI? E o que de especial havia nessa reportagem que motiva a ERC justificar-se com uma sintonia “com a sociedade portuguesa” que nunca ninguém viu? Ou de ensaiar julgamentos morais com critérios que não são explicados mas que, no entender dos conselheiros, serão suficientes para calibrar o que os próprios consideram ser “uma sensibilidade profissional a toda a prova

A Direção de Informação da TVI diz ainda que “não recebe lições de ninguém sobre sensibilidades profissionais. Nem do regulador, que se deve limitar ao cumprimento do seu dever e da missão que lhe foi fixada pelas leis da República. A informação da TVI faz jornalismo. Apura factos, vai para o terreno, procura proximidade com os portugueses – e tem-no feito com sucesso, porque recolhe há anos consecutivos, mês após mês, a preferência da maioria dos cidadãos. Este sim, um indicador objetivo que valida a sintonia com a sociedade portuguesa que, sabe-se lá como e porquê, a ERC reivindica para si.

Sobre a reportagem feita por Judite Sousa, o canal sai em defesa do trabalho realizado pela jornalista “Num desses locais, estava efetivamente um cadáver, estendido há muitas horas e tapado com um lençol branco – a pior das metáforas da incapacidade da assistência civil atender todas as populações que foram implacavelmente atacadas pelas chamas. Esta circunstância confere um evidente relevo informativo, que não compete ao regulador definir.


Depois de mostrar solidariedade com todas as pessoas atingidas por esta catástrofe, o comunicado termina com uma correcção à ERC “A Direção de Informação da TVI aproveita esta ocasião para informar a entidade reguladora do setor, zeladora que é do rigor na atividade dos órgãos regulados, que o Jornal Nacional da TVI acabou em 2009, tendo desde então e até à data adotado a designação de Jornal das 8.

Podes ver o comunicado na sua totalidade aqui.

Sérgio Figueiredo, o diretor de informação da TVI, partilhou na sua conta do Facebook e deixou um comentário “Não é a favor de nada, nem ninguém precisa de favor. Apenas um manifesto contra esta forma de estar da carneirada.”

loading…


Loading...