Home / GEARBEST / OnePlus 5 – Um dos mais rápidos do mundo por menos de 400€

OnePlus 5 – Um dos mais rápidos do mundo por menos de 400€

Lançado em Junho deste ano o é sem duvida um dos smartphones do ano trazendo consigo o que é actualmente o melhor processador do mercado (Qualcomm Snapdragon 835), 6 ou 8GBs de memória RAM do tipo LPDDR4X e 64/128GB de armazenamento do tipo UFS 2.1 2-LANE (ou seja, um tipo de memória bastante rápida). É importante que tenhas em atenção a escolha do armazenamento de que irás necessitar pois o OnePlus 5 não dispõe de slot SD para expansão. O OnePlus 5 poderá actualmente ser encontrado entre os 400 a 460€ dependendo das promoções que variam…

Review Overview

Preço
Qualidade de Construção
MultiTasking e gestão de memória
Dash Charger
Falta de Certificação IP67/68
Apesar de boa a camera fica abaixo das expectativas

Excelente

Summary : Com uma excelente qualidade de construção em alumínio, em conjunto com um sistema operativo optimizado a pensar na velocidade o OnePlus 5 é uma aposta solida para quem quer um smartphone que será rápido em qualquer situação, mesmo nas tarefas mais exigentes.

User Rating: 4.6 ( 1 votes)

Lançado em Junho deste ano o One Plus 5 é sem duvida um dos smartphones do ano trazendo consigo o que é actualmente o melhor processador do mercado (Qualcomm Snapdragon 835), 6 ou 8GBs de memória RAM do tipo LPDDR4X e 64/128GB de armazenamento do tipo UFS 2.1 2-LANE (ou seja, um tipo de memória bastante rápida). É importante que tenhas em atenção a escolha do armazenamento de que irás necessitar pois o OnePlus 5 não dispõe de slot SD para expansão.

O OnePlus 5 poderá actualmente ser encontrado entre os 400 a 460€ dependendo das promoções que variam diariamente e versão sendo que na altura de publicação deste post a GearBest tem a decorrer uma promoção para a versão topo de gama de 8GBs e 128GBs de armazenamento por apenas 450€ o que é sem duvida de aproveitar. Podes o comprar aqui devendo escolher a opção de envio via Priority Line (Spain Express) ou Local Direct Express por forma a não parar na alfandega (valido apenas para Portugal Continental).

Mas quem é a OnePlus? Nascida em 2014 desde logo fez estremecer o mercado apresentando na altura o chamado flagship killer, o One Plus One (OPO para os amigos) a um preço estrondoso (299€ na altura).
Pessoalmente fui um dos que se rendeu à marca e que comprei na altura um One Plus One que ainda hoje (à excepção da bateria) ainda funciona perfeitamente como no primeiro dia. No entanto a mais do dobro do preço do “original”, o actual OnePlus 5 valerá a pena?
O OnePlus 5 desde a sua apresentação esteve envolvido em muitas criticas devido principalmente à grande semelhança do smartphone ao iPhone 7 Plus e à falta de certificação IP68 mas serão estes pontos suficientes para não se comprar este dispositivo?

É isso que poderás ler de seguida na nossa analise completa após uma utilização intensiva nos últimos 2 meses em que o OnePlus 5 foi o meu daily driver (smartphone principal).

Características Técnicas

O OnePlus 5 posiciona-se no mercado como um telemóvel de topo de gama trazendo por isso o melhor processador de 2017, o Qualcomm Snapdragon 835, um processador de fabrico a 10nm (que entre outros apresenta uma optimização de bateria até 35% face aos seus antecessores) sendo este octa-core até 2.45GHz (4 núcleos a 2.45GHz e outros 4 a 1.90GHz) acompanhado com o GPU Adreno 540.
A nível de conectividade trás tudo do melhor que actualmente existe no mercado incluindo wifi 2.4 e 5.0 Ghz, Bluetooth 5.0, NFC assim como suporte a todas as bandas 4G utilizadas em Portugal (o que às vezes não acontece em todos os telemóveis chineses).
Dispõe de duas versões, 6GBs de RAM com 64GBs de armazenamento ou 8GBs de ram e 128GBs de armazenamento, suporte a dual sim mas não tem suporte para expansão por cartões SD.
Ao nível externo, trata-se de um dispositivo de 5.5″, bastante leve (153g) fabricado em alumínio (e disponível principalmente nas cores cinzento e preto) com uma bateria de 3300 mAh não removível (como a grande esmagadora maioria dos telemóveis actualmente). E sim, ao contrario de alguns smartphones a entrada para auscultadores, ou seja, famoso jack de 3,5mm continua presente estando localizado na parte inferior do One Plus 5 ao lado da entrada USB C pelo que não terás de andar com irritantes adaptadores atrás se quiseres ouvir musica de “forma tradicional”.

O OnePlus 5 tem uma “pega” bastante boa na mão sendo confortável de utilizar no entanto devido ao seu acabamento em alumínio e espessura reduzida acaba por ser bastante escorregadio sendo que recomendamos por isso a utilização de uma capa de protecção para melhorar este ponto e evitar acidentes futuros. Visto ser um topo de gama bastante vendido o leque de capas disponível no mercado é bastante grande e irás encontrar certamente a melhor capa para ti sendo que irás encontrar capas desde 1€ até capas de grandes marcas de qualidade neste segmento a mais de 30€ como é o caso por exemplo da OtterBox que tenho e igualmente recomendo (não sendo no entanto uma capa para todas as pessoas pois por oferecer uma protecção muito elevada acrescenta uma espessura e peso ao telefone consideráveis.

A sua utilização é realizada através de um excelente (já la vamos) ecrã Optic AMOLED com resolução 1080P Full HD (1920 x 1080 pixels) de formato 16:9 e 401 pontos por polegada (ppi) devidamente protegido com o ultimo Gorilla Glass 5 da Corning com uma ligeira curvatura nas bordas 2.5D trazendo já aplicado de fabrica um protector de ecrã de plástico.
Apesar de obviamente bem vindo por forma a evitar acidentes na sua utilização ao longo dos nossos testes esta película provou ser um autentico íman de pó não sendo propriamente resistente visto já apresentar riscos. Porém é sempre melhor riscar uma película facilmente substituível (sendo que recomendamos a sua substituição por um vidro temperado) que o ecrã do telemóvel.

Como ponto negativo poderemos apontar a falta da certificação contra água IP67/68 sendo no entanto mostrado em alguns vídeos não oficiais que circulam na internet que apesar de não relevado nem suportado oficialmente pela marca (pelo que poderá invalidar por isso a garantia) a resistência do dispositivo a agua. Não convém no entanto arriscar pois oficialmente não tem nenhuma certificação nesse sentido.

Por fim resta-nos apenas falar das câmaras sendo que como câmara frontal temos uma câmara com sensor Sony de 16 megapixels com abertura de f/2.0 sendo que na traseira temos um conjunto de duas câmaras, como esta alias na “moda” sendo a primeira uma wide angle (ângulo aberto) de 16 megapixels e abertura de f/1.7. A outra conta igualmente com sensor Sony mas desta vez com uma abertura focal de f/2.6 e 20MP permitindo assim um zoom óptico (sem perca de qualidade) até 1.6x o que para a maioria das pessoas passará despercebido sendo que teria sido provavelmente melhor o investimento em apenas uma câmaras mas de melhor qualidade.

Ecrã

Como já referimos temos presente um AMOLED que apesar de ser de “apenas” 1080P Full HD é um ponto bastante bem concebido no telemóvel. Tem umas cores fantásticas, bastante vibrantes não desiludindo e como é AMOLED o que mais impressiona são os pretos que são mesmo pretos. Enquanto em outros tipos de ecrã o ecrã ilumina-se para representar os pretos, estes como têm luz (pela iluminação dos pixels) acabam por nunca ser 100% pretos.
No entanto a tecnologia AMOLED destaca-se precisamente neste ponto que representa os pretos simplesmente desligando os pixels que o representa sendo que para além de teres pretos que são mesmo pretos acabas por ter uma poupança de bateria ainda mais notada se utilizares um wallpaper preto.

Apenas destaco como ponto negativo do ecrã que mesmo com a iluminação do maximo em dias de muito sol poderia ter uma visualização mais fácil sendo as vezes de difícil visualização sobre sol directo e intenso.
Deixo como nota ainda não ter detectado o “efeito gelatina” relatado por alguns utilizadores nas primeiras unidades do OnePlus 5 e que causou alguma polémica inicial, mesmo andando a procura dele.

Câmaras

Apesar de terem sido apresentadas com grande expectativa como sendo algo extraordinário (ainda por cima com  uma parceria com a empresa de tecnologia de optimização imagem DxO Labs) as câmaras presentes no OnePlus 5 estão perfeitamente alinhadas com o esperado nesta gama de preço e com o que já podemos encontrar no mercado porém não são propriamente extraordinárias como inicialmente se pensou que fossem.

A nível de vídeo o conjunto de câmaras que encontramos neste telemóvel permite a gravação de videos 4K até 30 frames por segundo, 1080p a 30 ou 60 frames por segundo e vídeos em slow motion (super lentos) de 720p a 120 frames por segundo.

A aplicação de câmara é simples dispondo dos modos de foto, vídeo, retrato (desfoque do fundo), timelapse, slow motion e modo profissional (ou seja, modo manual basicamente) sendo provavelmente o mais interessante pois permite além de vários controlos manuais com nivelador e gráfico de ISO, abertura e balanço de brancos.

Durante o dia de uma forma geral os sensores captam e produzem cores vivas e com muito detalhe com uma focagem bastante rápida mas como já dissemos nada de surpreendente ao nível dos restantes topos de gama do mercado (falamos por exemplo do Samsung S8). É no entanto para termo de comparação ligeiramente superior ao Xiaomi Mi6 que é muitas vezes comparando com o OnePlus 5 visto ser ligeiramente mais barato e igualmente uma boa aposta para quem pretende muito desempenho num formato mais pequeno de 5.15″.

A maioria dos telefones mesmo os topos de gama pecam bastante durante a noite em fotográficas nocturnas sendo neste caso apesar de em algumas fotos se notar um pouco de grão na sua generalidade os sensores conseguem captar bem a luz e produzir bons resultados.

De seguida poderás visualizar (clicando nas mesmas) algumas fotografias tiradas em modo automático com o OnePlus 5 quer em ambiente diurno quer nocturno. Estas fotografias não sofreram qualquer tipo de edição ou tratamento.

Sistema Operativo

Depois do fim da parceria entre a OnePlus e a Cyanogen para a utilização do famoso CyanogenMod (que entretanto acabou por desaparecer) no OnePlus One a marca teve de por mãos à obra e desenvolver a sua própria customização de Android, o OxygenOS.

O OxygenOS presente no OnePlus 5 é baseado no Android Nougat mais concretamente a versão 7.1.1 (estando prometido upgrade em breve para o Android Oreo – 8) sendo que desde sempre foi aposta da OnePlus em ter um sistema operativo o mais limpo e rápido possivel sendo que ao contrario por exemplo da Miui da Xiaomi aqui vais encontrar o mais próximo de um Android puro que existe no mercado (sem contar com a gama Pixel da Google ou Android One como é caso do Xiaomi Mi A1) com no entanto algumas funcionalidades especificas muito bem vindas e algumas herdadas inclusive do CyanogenMod como é caso do modo de gestos.

Com este modo activo poderás ligar o telemóvel com apenas dois toques no ecrã, activar rapidamente a câmara desenhando um circulo no ecrã ou ligar a lanterna com um V. Todos os comandos são obviamente personalizáveis e muito bem vindos.

Irás ainda encontrar a possibilidade de alterar o esquema de cores do telemóvel, fonte, cor dos botões e provavelmente a funcionalidade que os utilizadores de iPhone mais sentem falta no ecossistema de Android, o Alert Slider. O Alert Slider é um botão de três posições posicionado no lado esquerdo que permite escolher entre três modos (normalmente normal, vibratório e silencioso) que são alterados apenas com o deslize do botão o que é uma funcionalidade fantástica principalmente para quem tem frequentemente de desligar o som do telemóvel.

A nível de actualizações apesar de ainda não ter saído o já prometido Android Oreo 8.0 podemos dizer que a OnePlus actualiza frequentemente os seus telemóveis por forma a corrigir bugs e introduzir algumas funcionalidades (como por exemplo a estabilização digital de imagem (EIS) em 4K que melhor exponencialmente a qualidade de vídeos) com uma periodicidade aproximadamente mensal. Não é obviamente tão com como um Android Puro em que as actualizações são fornecidas pela Google mas é provavelmente a customização com updates mais rápidos do mercado.

Autonomia

Sendo a autonomia muitas vezes um factor chave na compra ou não de um telemóvel vamos começar neste caso a falhar da forma como se carrega o telemóvel antes da sua autonomia propriamente dita.
Por forma a criar um factor de diferenciação no mercado a OnePlus introduziu no ano passado o Dash Charge que é um modo de carregamento bastante rápido com o objectivo de permitir o carregamento, de acordo com a marca, de autonomia suficiente para um dia de utilização em meia hora (dai o slogan A Day’s Power in Half an Hour).
Na pratica e utilizando cabo USB C e carregador proprietário (infelizmente não funciona com outros cabos ou carregadores pois o “segredo” esta precisamente no carregador) funcionando a 5V 4A (entregando assim 20W) o Dash Charge consegue carregar dos 0 aos 60% em cerca de 30 minutos e dos 0 aos 100% em pouco mais de uma hora. Tal ocorre pois perto dos 80% a velocidade de carregamento abranda por forma a preservar a vida da bateria algo que é igualmente conseguido com o facto de ao contrario de outros telemóveis o calor produzido no carregamento ficar no carregador em si e não no telemóvel.
Por isso e mesmo a carregar poderás tirar total partido do OnePlus 5 mesmo em tarefas mais exigentes sem notar lentidão ou ficares com as mãos a arder. Esta é provavelmente a funcionalidade que mais gostei no OnePlus 5 apesar de que como precisei de outro conjunto de carregador e cabo tive de gastar cerca de 35€ o que é bastante.
Infelizmente e apesar dos muitos pedidos dos utilizadores da marca ainda não existe nenhum powerbank com suporte a Dash Charge pelo que não irás conseguir ter a grande velocidade de carregamento fora de uma tomada. Vais obviamente conseguir utilizar qualquer powerbank com um cabo USB-C mas apenas irás ter uma velocidade de carregamento “normal”.

A nível de bateria a mesma apesar de ter “apenas” 3300 mAh não desilude entregando efectivamente um dia de utilização para a grande esmagadora maioria dos utilizadores sendo que consegui de uma forma consistente entre 5:30 a 7h de utilização de ecrã variando obviamente de acordo com as tarefas desempenhadas.

Desempenho

Apesar da unidade que recebemos ter “apenas” 6GBs de memória RAM (e 64GBs de armazenamento) o OnePlus 5 nunca mostrou qualquer lentidão, engasgo ou soluço a correr seja o que fosse nem nunca tivemos de fechar qualquer aplicação para libertar memória. Obviamente que a versão de 8GBs de memória RAM será mais “a prova” do futuro no entanto certamente que não te irás desiludir mesmo que compres “apenas” a versão de 6GBs de ram. A sua utilização quer no primeiro dia quer hoje dois meses depois é sempre muito rápida e fluída graças obviamente ao melhor que podemos ter hoje, o Snapdragon 835 pelo que se queres algo que simplesmente funcione de forma super fluída e muito mas muito rápida é certamente este o telemóvel para ti.

No entanto algo surpreendente e merecedor de destaque é a optimização do multitasking que o OnePlus 5 que permite que abras uma aplicação, mesmo um jogo pesado e passadas algumas horas após mudares de aplicação a anterior aplicação esteja aberta precisamente no mesmo sitio onde a deixaste pelo que como indicamos em cima o sistema esta desenhado (e tem hardware para isso) para simplesmente fazeres uma utilização totalmente despreocupada do smartphone.

A nível de benchmarks (testes de desempenho/performance) obtivemos os seguintes resultados:

AnTuTu versão 6.2.7 – 179853 pontos
Geekbench versão 4.2.0- 1976 pontos em single-core e 6746 pontos em multi-core.

O OnePlus 5 esta actualmente classificado em 3º lugar no Performance Ranking do Antutu sendo apenas ultrapassado pelos iPhones 8 e 8 Plus sendo por isso o melhor Android da actualidade ultrapassando com alguma margem telemóveis como o Sansung S8 ou Note8 ou Xiaomi Mi6 que vêm equipados com o mesmo processador.

Tenho ainda de destacar a performance bastante rápida e sem falhas do sensor biométrico incluído na frente do OnePlus 5 (localização de preferência da maioria das pessoas) que oferece um desbloqueio instantâneo e sem falhas.

Destaco ainda o som que apesar de apenas utilizar uma coluna em baixo tem uma potencia bastante alta não deixando a qualidade nada a desejar. Este é sem duvida o smartphone com o som mais alto que já tive. A titulo de exemplo enquanto noutros dispositivos ao ver por exemplo um vídeo no YouTube tenho o som no maximo no OnePlus 5 basta-me o ter a cerca de 50-60% para ter igual experiência.

Conclusão

Aliado ao preço incrível que poderás actualmente encontrar entre os 400 e 500€ dependendo da versão conjugado com os melhores componentes do mercado e o OxygenOS optimizado e voltado para desempenho este é o telemóvel mais rápido que já utilizei e que obviamente recomendo sem qualquer hesitação. Actualmente é indiferente a versão de 6 ou 8GBs de memória RAM pois ainda não existem aplicações que utilizem tanta memória RAM no entanto dependendo do preço a que encontres e do armazenamento que necessites poderá valer a pena.

No entanto como todos os dispositivos o OnePlus 5 não é diferente e tem os seus pontos negativos. Para mim o que menos gostei foi a falta de estabilização óptica na câmara (OIS) para além da falta de certificação contra agua IP67/68.

Como claros pontos positivos estão o desempenho, o carregamento “super sónico” Dash Charge e o Alert Slider que certamente todos os ex-utilizadores de iPhone vão adorar.

Para comprares através da GearBest  o teu OnePlus 5 sem parar na alfandega caso te encontres em Portugal Continental deves escolher a opção de envio Priority Line -> Spain Express / Local Direct Express sendo que o telemóvel te irá chegar a casa em cerca de 20 a 30 dias. Podes encontrar a versão 6GB/64GB aqui e a de 8GB/128GB aqui.

A GearBest anteriormente teve alguns problemas de atrasos nos envios por este método, principalmente devido à anterior transportadora e grande volume de encomendas porém neste momento os envios já voltaram ao normal. Actualmente as entregas são efectuadas em Portugal pelos CTT, Rangel ou Seur não ficando retido na alfandega.