Home / Velhos Tempos / mIRC faz 22 anos. “OI, dd tcl? Idd?”

mIRC faz 22 anos. “OI, dd tcl? Idd?”

OI, dd tcl? Idd?” Quem usou o mIRC deve-se recordar bem desta sequência, era a mais comum ao abrirmos uma janela de chat com alguém do sexo oposto. Mas não era só para o engate que isto era utilizado, quase todos se lembram de passar madrugadas numa conversa animada num qualquer canal, das guerrinhas de kicks e bans que se fazia ou ainda dos jogos que vinham em scripts como o Ninja ou o Scoop.

O mIRC foi o programa criado em 1995 pelo britânico Khaled Mardam-bey, para simplificar o uso do IRC, um sistema de chat que já existia desde 1988. Nos primórdios da internet por cá, este era um dos primeiros programas a instalar, depois de termos colocado o cd com o operador da internet que tínhamos escolhido. Podíamos usar a versão normal, ou então uma versão “tunning”, fornecida por vários scripts, que permitiam usar comandos de forma automática, fazer bonecos na janela de chat, colocar automaticamente a música que estávamos a ouvir, frases automáticas com piadas ou não, ou proteger-nos em caso de guerras de kicks ou nukes.

Os mais comuns eram o Scoop, Ninja, Avalanche ou Mindtwister, mas existiam bastantes, que se tornavam sempre muito populares pela quantidade de coisas que nos permitiam fazer. Depois de escolhermos o nome que queríamos para o nosso nick, era altura de digitar [/join] e o nome do canal que queríamos entrar, tudo no servidor da PTNET claro, que podiam ir desde um de futebol, como #scp, #slb ou #fcp ou da nossa zona como #lisboa, #porto e afins. Existiam ainda os de fóruns populares, e tudo tentava criar o canal de algo que tivesse na berra e ser o primeiro a registar algo como #wwe ou #dioguinhonoivoencornado.



No canal havia os que mandavam no mesmo, os OP’s, e para além dos usuários normais, havia uma categoria extra que eram os Voices, normalmente atribuídos a pessoas que tinham alguma importância no canal mas sem os poderes de kickar ou banir como os OP’s. Lembro-me de passar horas, de ficar acordado até de madrugada em conversas divertidas em canais que por vezes não tinham mais de 5 usuários, como o #comics, e falar-se de tudo um pouco, desde ao que passava na TV comentando tudo em directo, ou sobre picardias existentes entre canais ou usuários.
Nas conversas em pvt imperava a tentativa do engate, com o uso da técnica “olá, dd tcl, idd?” para quebrar o gelo e depois ver até onde é que a conversa ia. A troca de fotos era algo comum, já que ainda não havia muito programa com Webcams e nem todos tinham uma. Mas era deprimente o tempo que tínhamos que esperar por uma simples foto, afinal a internet não primava pela rapidez naqueles tempos.

*dioguinho slaps elektrao around a bit with a large trout

Hugo Silva do blog https://aindasoudotempo.blogspot.com/