Home / Gossip / Angelina Jolie está com uma depressão

Angelina Jolie está com uma depressão




Durante 12 anos, Angelina Jolie esteve num relacionamento com Brad Pitt, e parece que todo este processo de divórcio – embora iniciativa da atriz – está a deixar marcas profundas.

Quando ainda eram casados, Pitt escreveu um artigo para a revista «Identity», onde revelou que a sua relação com Angelina esteve à beira da rutura e não escondeu alguns sinais depressivos que a atriz de 41 já demonstrava «Perdeu cerca de 13 quilos e pesava pouco mais de 40 quilos aos 35 anos. Ficou demasiado magra e chorava constantemente. Não era uma mulher feliz. Tinha dores de cabeça constantes, dores no peito e tensão muscular nas costas. Não dormia bem, adormecia somente de madrugada e cansava-se muito durante o dia.»

Agora são os amigos mais próximas de Jolie que, segundo a revista ‘People’, estão a demonstrar uma grande preocupação, uma vez que está a entrar numa depressão profunda. Também uma fonte da revista, confidenciou que já a viu em público e os sinais são alarmantes «Ela está muito magra e visivelmente cansada. Manteve-se sempre de óculos escuros enquanto fazia umas compras para os filhos».

Recorde-se que a atriz de 41 anos já tem um passado ligado à depressão e inclusive já tentou pôr termo à sua vida.




Texto de Brad Pitt para a revista «Identity» na íntegra:

«A minha mulher adoeceu. Estava constantemente nervosa por causa dos seus problemas no trabalho, vida pessoal e das suas falhas e problemas com os nossos filhos. Perdeu cerca de 13 quilos e pesava pouco mais de 40 quilos aos 35 anos. Ficou demasiado magra e chorava constantemente. Não era uma mulher feliz. Tinha dores de cabeça constantes, dores no peito e tensão muscular nas costas. Não dormia bem, adormecia somente de madrugada e cansava-se muito durante o dia. A nossa relação estava à beira da rutura. A sua beleza começava a abandoná-la. Tinha papos debaixo dos olhos, andava sempre desgrenhada e parou completamente de cuidar de si. Recusava trabalhar no cinema e rejeitou vários papéis. Perdi a esperança e pensava que nos divorciaríamos em breve… Foi então que decidi tomar algumas medidas. Afinal, eu tenho a mulher mais bonita do mundo. Ela é a mulher ideal para metade dos homens e mulheres do planeta e eu era o único a ter o privilégio de adormecer ao seu lado e de poder abraçá-la. Comecei a mimá-la com flores, beijos e muitos elogios. Surpreendia-a e tentava agradá-la em todos os momentos. Enchi-a de presentes e comecei a viver apenas para ela. Só falava em público a seu respeito e relacionava todos os assuntos com ela, de alguma forma. Elogiei-a a sós e em frente a todos os nossos amigos. Podem não acreditar, mas ela começou a renascer, a florescer. Tornou-se ainda melhor do que era antes. Ganhou peso, deixou de andar nervosa e ama-me ainda mais do que antes. Eu nem sabia que ela podia amar tão intensamente. E então percebi: ‘A mulher é o reflexo do seu homem’».




Loading...